Logo

Educação Ambiental

A Educação Ambiental constitui um tema transversal do projeto e busca sensibilizar a comunidade sobre a problemática da toninha e a impotancia da conservação dos ecossistemas costeiros. As atividades tem como foco principal a comunidade de São Francisco do Sul, principal município situado ás margens da Baia da Babitonga, mas alguns produtos gerados pelo projeto terão uma abrangência maior.

Visitas monitoradas e atividades na sala toninha

O Espaço Ambiental Babitonga possui em seu acervo espécies da região, animais taxidermizados, esqueletos, moldes de animais em tamanho natural e aquários de água salgado e doce, além de um aquário de tanque de toque. É feita também uma trilha até o manguezal, onde os visitantes conhecem um pouco desse ambiente e dos animais que vivem neste local.
Na Sala Toninha os visitantes são recebidos em um ambiente decorado, propiciando um local agradável para o desenvolvimento de atividades de Educação Ambiental.
As visitas são sempre acompanhadas por uma equipe que fornece informações sobre a fauna e os ecossistemas da região. O Espaço Ambiental Babitonga e a Sala Toninha estão localizados na Unidade da UNIVILLE em São Francisco do Sul.

Exposição Itinerante

As exposições itinerantes contam com um acervo biológico diversificado com animais taxidermizados, esqueletos, moldes em tamanho natural, fotos e banners explicativos, além de ser de fácil transporte e adaptável ao tamanho dos espaços disponíveis. O objetivo de levarmos nossas atividades para fora do Espaço Ambiental Babitonga é interagir diretamente com a comunidade fornecendo explicações sobre os materiais expostos. As exposições itinerantes são realizadas por demanda da comunidade, assim como durante eventos da região.
Nesta etapa do projeto, a exposição será levada a outros municípios do entorno, como Garuva, Itapoá, Araquari e Barra do Sul, devido a dificuldade que as escolas destes municípios tem para visitar o Espaço Ambiental Babitonga.

Palestras

A equipe do projeto, em parceria com outras instituições, promove diferentes palestras sobre as toninhas e os ecossistemas costeiros. Estas palestras serão apresentadas em escolas, empresas, organizações, associações e por demanda da comunidade.
As mesmas palestras que serão realizadas na região da Baía da Babitonga também serão apresentadas em Florianópolis e Laguna, com algumas adaptações visando adequar a realidade local. As palestras serão realizadas em escolas, instituições públicas e associações de moradores.

Caravanas de divulgação

Em escala estadual, o trabalho de divulgação e sensibilização ambiental com foco na toninha está sendo levado aos municípios de Florianópolis e Laguna por meio de parceiros locais, como o Laboratório de Mamíferos Aquáticos da UFSC e a UDESC de Laguna. Para estas regiões, está sendo organizada a Caravana da Toninha com duas campanhas em cada local para a distribuição de material de divulgação, apresentação do videodocumentário “Toninhas: no limite da sobrevivência” e a de uma pequena exposição sobre a toninha, com fotos e moldes em pontos estratégicos de cada cidade.

Realização