Logo

Manguezal

Manguezal é um ecossistema costeiro que se desenvolve nos estuários, sendo periodicamente inundado pela movimentação das marés. Seu solo é rico em nutrientes e matéria orgânica. Os bosques são formados por poucas espécies, mas que são muito adaptadas a viver nestas condições, pois é uma área de transição entre o ambiente terrestre e aquático. O manguezal sofre grande influência da maré possuindo períodos inundados e secos.

O manguezal tem grande importância ecológica, pois é berçário para muitas espécies de animais que utilizam a área para alimentação, reprodução, crescimento e proteção. Muito animais que dependem do manguezal são de grande importância econômica, sendo utilizados na alimentação humana. Sua importância para a estabilidade da linha de costa e para a conservação da biodiversidade levou a sua definição como Área de Preservação Permanente – APP.

No Brasil os manguezais predominam nas regiões norte/nordeste e seu limite sul é em Laguna, Santa Catarina. A partir daí são totalmente substituídos pela marisma, formada por uma vegetação mais baixa, composta por plantas herbáceas. As regiões de ocorrência de manguezal e marismas são conhecidas como estuários, locais onde ocorre a mistura da água dos rios com o mar. 70% da produtividade marinha depende dos estuários. Atualmente o manguezal é um dos ecossistemas brasileiros mais ameaçado devido a crescente ocupação humana no litoral, gerando problemas de poluição, ocupação desordenada, aterro e superexploração dos seus recursos.

A Baía da Babitonga é um estuário que abriga 75% dos manguezais de Santa Catarina. Sua conservação é fundamental para garantir a produtividade pesqueira da região e a biodiversidade marinha.

Realização